25
Setembro
2020

Colégios de Aplicação

Você sabe como funcionam?

Colégio de Aplicação - CAP - UFPE

Um colégio de aplicação é um tipo de escola, uma instituição de ensino fundamental e/ou médio, mantido e gerido por uma instituição de ensino superior e dedicado a aplicar as práticas pedagógicas desenvolvidas por ela. Por ser ligado a uma universidade, um colégio de aplicação serve de campo de experimentação para inovações em didática e gestão escolar. Sua função social é integrar a teoria e a prática pedagógicas na formação de alunos e professores.

As Universidades utilizam esses Colégios como local de testes de novas pedagogias, bem como local de estágio profissional para os formandos das universidades. Nos colégios de aplicação, os professores costumam ser doutores, mestres e pesquisadores: por isso, os colégios de aplicação costumam se caracterizar por uma elevada qualidade de ensino. Existem mais de cem colégios de aplicação no mundo. No Brasil, são dezessete em universidades federais, mas há também colégios de aplicação vinculados a universidades estaduais e privadas.

Os colégios de aplicação têm a função de pôr em prática inovações que sejam estudadas e pesquisadas no campo da Educação como área de conhecimento. Idealmente, a pedagogia nas escolas deste tipo se orienta pelos princípios da experimentação, da aplicação e da demonstração. Como parte integrante de universidades, os colégios de aplicação têm o papel de ser espaços para o exercício do tripé universitário, que são as atividades de ensino, pesquisa e extensão (e não só ensino, como a maioria dos colégios convencionais). Portanto, professores de ensinos fundamental e médio nesses colégios são também professores da universidade (ainda que não dedicados ao ensino superior), muitos com titulação acadêmica de pós-graduação (mestrado, doutorado), e devem cumprir tarefas como pesquisadores (produzindo conhecimentos novos) e extensionistas (levando o conhecimento da instituição para a sociedade). Frequentemente, os alunos graduandos em cursos de Educação, Pedagogia e licenciaturas (em Letras, Matemática, Química, História, Biologia, Geografia, Física e Educação Física) de universidades que mantêm colégios de aplicação fazem seus estágios docentes nessas escolas.

Mesmo inseridos na estrutura institucional de universidades, nem sempre os colégios de aplicação têm instalações localizadas dentro de um campus universitário. Alguns podem ter prédios próprios, separados dos campi principais.

A fórmula tem se mostrado bem-sucedida. A maioria das instituições obteve notas no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) bem acima da média dos municípios em que estão (leia os resultados no quadro na próxima página). O problema é que a excelência fica restrita aos muros das escolas. Poucas iniciativas levam as metodologias para fora das instituições.

Para diminuir essa distância da sociedade, Minoru Kinpara, docente da Universidade Federal do Acre (Ufac) e autor do livro Colégio de Aplicação e Formação de Professores (126 págs., Ideia Editora/Ufac, tel. 68/3901-2568, 25 reais), sugere um esforço voltado à articulação dos professores, pensando numa interação entre a universidade, o colégio e outras escolas. "Qualquer instituição pública tem de estar a serviço da comunidade na qual está inserida", diz.

Essa situação pode se agravar caso se confirme a ameaça de diminuição de recursos feita pelo Ministério da Educação (MEC) para os colégios de aplicação. O corte, que será debatido ao longo de 2012, dificulta a contratação de docentes e, consequentemente, impede a realização de parte dos trabalhos. Mas, por enquanto, essas ilhas continuam em condições de demonstrar sua excelência.

No video selected.

HITS: 156 Categorias: Blog

Deixe um comentário

Você está comentando como visitante.

ESCOLA AZEVEDO COSTA
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Formando jovens desde 25 de Janeiro de 1955
Av José Antonio Siqueira 0111, Julião Ramos, Macapá - AP, CEP 68908- 194
Ato de criação Decreto n° 4302/2005-GEA
ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO MÉDIO (Código INEP: 16002431)